Skip to content

O Imamato Ismaelita é bem vindo a Portugal

Setembro 25, 2017

AgaKhanPressRelease

O Imamato Ismaili, na sua ação internacional, valorizou a concordata assina«da com o nosso país

O Imamato Ismaelita é dirigido por Sua Alteza o Príncipe Aga Khan IV,que  reclama a ascendência do Profeta Maomé. Agrupa cerca de quinze milhões de crentes, presentes nos continentes, mas com mais presença na Ásia.  São comparativamente numerosos entre nós, pois, sendo oriundos da Índia, vieram de Moçambique, pouco antes da independência e logo a seguir a ela.

Os ismaelitas são um ramo do Islão que mantém aquilo a que os católicos chamam a «tradição apostólica», pois a autoridade espiritual contemporânea (o imã) está ligada à pessoa do Profeta, enquanto Para o catolicismo foi transmitida pela pessoa de Cristo aos antecessores dos atuais papa e bispos. Integram o ramo xiita do Islão, de que são seguramente ao mais pacífico componente. Contrapõem-se aos sunitas, para os quais a autoridade é a sunna (tradição)¸que leva ao Crente ao Corão, o registo das palavras do Profeta.

Em 2015 o Imamato Ismaili assinou com Portugal o equivalente de uma concordata, que lhe garante no nosso país o estatuto de direito internacional do mais sólido que conhece.  A sede do Imamato e a residência principal do Aga Khan situam-se na Suíça, uma das pátrias da liberdade religiosa.

 

AgaKPalácioHenriqueMendonça

O palácio  Henrique de Mendonça, da traça de Ventura Terra será a sede do Imamato Ismaili em Portugal

O ano passado, o Imamato comprou à Universidade Nova de Lisboa o palácio Henrique de Mendonça, na rua Marquês da Fronteira.  Desde então, tem-se acelerado o rumor que a sede mundial do Imamato Ismaili se deslocaria para Lisboa.  Fez sábado passado oito dias, a revista do conhecido semanário Expresso  publicava sob o título ribombante e inexato “Um Deus na Terra? Uma reportagem sobre esta questão, com erros de tradução mas indubitavelmente oficiosa, oriunda do próprio Imamato, e anunciando essa transferência. O Aga Khan passaria a residir no nosso país.

Ainda bem. Deus queira que o Imamato assuma Lisboa como sua sede mundial. Estado e Igreja todavia adota a atitude tradicional: «quando a esmola é grande, o pobre desconfia». Uma transferência «total» e imediata seria sem dúvida uma «esmola» demasiado grande. É mais provável uma transferência gradual.

Mas outros fatores pesarão na escolha. Em Portugal, os ismailitas são bem acolhidos (aliás como todos os muçulmanos) ao passo que na Europa central, onde se situa a Suíça, o clima em torno deles está cada vez mais pesado. A própria Confederação Helvética, por exemplo, proibiu os minaretes, com o argumento falacioso que eles são uma reivindicação de soberania. Os nossos governos quer do PSD quer do PS e de algumas das esquerdas têm adotado uma atitude cooperante com o Imamato. Sem falar da centralidade mundial de Lisboa,

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: