Skip to content

Natal sem Natal ou sem o Menino Jesus

Dezembro 14, 2014

Natal2014BézeiersPresépio

Presépio da municipalidade de Béziers, um dos acusados em tribunal

Em França e em Inglaterra, a comemoração do Natal está a ser proibida, por violar a separação do Estado e da Igreja. Em Portugal o Natal é aceite em público

como festa não religiosa.

Em Nantes, França, um tribunal aceitou a petição da Federação Nacional do Livre Pensamento e proibiu um presépio na municipalidade por contrariar a laicidade prescrita por lei. Em Béziers, no sul da França, o prefeito, nomeado pelo governo, proibiu um outro presépio nos paços do concelho, mas o presidente da câmara não acatou a ordem e o caso está em tribunal. Em Melun, nos arredores de Paris, a municipalidade, que organiza um presépio há dez anos, esperava também uma decisão judicial. Jean Baubérot, um sociólogo reputado, explicou à imprensa que, devido ao Islão, as leis da laicidade são aplicadas em França de modo cada vez mais agressivo: para proibir a burka ou o tchador, o Estado francês acha que tem que proibir o Natal. Baubérot considera não haver resposta possível a essa aplicação agressiva: «o clima anti-islâmico está a causar um ataque às outras religiões». Nos últimos anos, jovens franceses muçulmanos reforçam a afirmação da sua identidade religiosa, devido à incapacidade de a França lhes dar  a prometida integração social e simbólica – e esta responde procurando proibi-los de afirmarem um Islão socialmente identitário e de protesto. Daí a atirar esses jovens para os vbraços do terrorismo fundamentalista islâmico vai um passo. E por isso oa França de hoje se preocupa tanto por numerosos jovens seus  irem para a Síria combater ao lado dos terroristas.
É verdade que o establishment francês não reage ao endurecimento da laicização. Nem por isso Le Parisien Libéré, um jornal popular,  deixou de titular: «Poupem-nos uma guerra do Natal»; em tom provocador, sugeriu que o Estado proibisse o Natal. Por outro lado, o Front National parece ensaiar uma guerra religiosa, classificando as proibições de «secularismo estúpido e cego». É interessante verificar que os católicos franceses são indiretamente a favor da proibição do Natal em lugares publicos: são eles quem defende em maior número a proibição de afirmação religiosa em público: por reflexo anti-islâmico? por receio de uma guerra religiosa?.
FrançaDiscriçãoReligiosasociovision

Fonte: sondagem Sociovision em http://www.lefigaro.fr/actualite-france/2014/12/10/01016-20141210ARTFIG00316-les-francais-veulent-durcir-les-regles-de-la-laicite.php

As atuais leis franceses sobre laicidade aplicam-se em geral apenas aos locais públicos; numa empresa ou escola privada, qualquer crente tem o direito de ostentar a cruz, a kipa ou o tchador. A pergunta subjacente ao gráfico acima  aplica-se também aos locais privados. O que sugere estar em preparação um alargamento daquelas leis.

Em Inglaterra ocorre um movimento comparável. O caso mais badalado é Stoke-on-Trent, cuja vereação decidiu substituir o Festival de Natal pelo Festival de Inverno. Os vereadores «piraram completamente», comentou ontem The Independent, para quem o Natal é uma festa de todos, incluindo a as Igrejas cristãs. O jornal pergunta quem se sente ofendido pela comemoração do Natal. Os muçulmanos britânicos, por meio do seu órgão oficial, o Muslim Council of Great Britain, declararam-se a favor da comemoração do Natal. Stoke não é um caso isolado; aquele jornal relata que em 182 cartões de boas festas enviados por entidades locais britânicas, apenas um mencionava o nascimento de Cristo. Só um terço das escolas comemora o Natal. O jornal acusa disso o «politicamente correto».
TereiroDoPaçoNatal2014Terreiro do Paço: Natal sem o Menino Jesus

Em Portugal, a palavra Natal continua a ser usada mas o conteúdo cristão parece ter desaparecido. Nas comemorações do Terreiro do Paço, o mais semelhante ao cristianismo é a árvore de Natal. É o Natal sem o Menino Jesus.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: