Skip to content

O Papa Bento XVI em Cuba e a Democratização de Países de Maioria Católica

Março 29, 2012

O Papa ouve um franciscano ler-lhe uma obra mística? Não, recebe Fidel Castro, na nunciatura em La Havana. Parece que trocaram gracejos sobre as idades um do outro.

O Sumo Pontífice encontrou-se ontem com um ex-chefe de Estado de um dos raros comunismos sobreviventes: Fidel Castro, o fundador da Cuba revolucionária. O encontro não é uma novidade absoluta: o revolucionário cubano já tinha também pedido para ser recebido pelo Papa João Paulo II, quando este visitou a ilha.

Não deixa de ser interessante que um dirigente revolucionário peça para ser recebido pelo Papa, depois de este ter dito uma missa de massas, e que o Papa “reacionário” receba o revolucionário e condene o embargo norte-americano à ilha comunista. Nem tudo parece o que é. Mas, para atenuarmos o pathos  da frase anterior,  registemos que a revolução em Cuba já não é o que era e os contatos com o hierarca cubano tiveram um cunho mais diplomático do que religioso.

A visita do Papa a Cuba, além do seu aspeto pastoral, tem uma dimensão democratizadora, embora o Sumo Pontífice esteja a ser criticado por não receber dissidentes. Para o leitor interessado no papel da Igreja Católica em processos de democratização, anotemos   o seguinte: Cuba é um dos cinco  países não livres nos quais o catolicismo é maioritário; os outros são Haiti, República do Congo, Angola e , com um rendimento por habitante muito mais elevado, a Guiné Equatorial. O autor do blog  Estado e Igreja publicou em 2008 na revista Relações Internacionais um estudo no qual sugeria que o modelo português de democratização pós 25 de Abril, caraterizado por um papel ativo do catolicismo, entre outros fatores, seria aplicável a esses países. Depois disso, e por certo por outros motivos, o Sumo Pontífice visitou Angola e agora Cuba. Talvez ainda possa haver mais atividade católica democratizadora nesses países.   

Relações Internacionais é uma revista do Instituto Português de Relações Internacionais (Ipri) da Universidade Nova de Lisboa. A seguir, reproduzimos a capa da separata e da primeira página desse estudo.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: