Skip to content

Prolongada a Exposição “A Lei da Separação – Estado e Igrejas na República”

Outubro 12, 2011

Foi prolongada até 31 de Dezembro de 2011 a exposição “A Lei da Separação – Estado e Igrejas na República”, resultante da parceria entre a Secretaria-Geral do Ministério das
Finanças e da Administração Pública e a Comissão Nacional para as
Comemorações do Centenário da República, para celebração do centenário da
instauração da República. Parabéns ao Ministério das Finanças pela decisão!

“A Lei da Separação – Estado e Igrejas na República” foi inaugurada no passado dia 20 de Abril, no dia exacto em passavam cem anos sobre a publicação da referida Lei e proporciona aos seus visitantes o acesso a documentos originais de grande valor histórico.

Alguns exemplos:

  • O projecto da polémica lei com anotações de Afonso Costa, então Ministro da Justiça,
  • O original da lei com as assinaturas de todos os membros do Governo Provisório,
  • Os processos aos bispos e padres, na sequência daquela Lei,
  • Documentos sobre a administração dos bens da Igreja que passaram para as mãos do Estado.

A exposição está patente no Arquivo Contemporâneo do Ministério das Finanças, sito no Largo Terreiro do Trigo, 29, em Lisboa (em frente ao Chafariz d’El-Rei), todos os
dias úteis das 10h às 17h.

A entrada é gratuita e o Arquivo Contemporâneo do Ministério das Finanças proporciona visitas guiadas sempre que tal for solicitado através do telefone 218 854 100 ou do email arquivo.financas@sgmf.pt, podendo, excepcionalmente, e para grupos, serem efectuadas ao sábado.

O leitor talvez não queira ir em pessoa à exposição por preferir a visita electrónica. Como o leitor se  recorda (se não se recorda, veja o post abaixo) “A Lei da Separação – Estado e Igrejas na República” é a primeira exposição no mundo que o leitor tem a possibilidade de ver sentado à frente do seu monitor. Perde o frisson de ver o papel que foi manuseado sucessivamente por António José de Almeida, Afonso Costa e o resto do Governo Provisório mas poupa nos transportes.  Talvez por Portugal ser um país original,  temos outra originalidade: é o Ministério das Finanças quem inova em matéria de  arquivos e exposições electrónicas. Seria interessante saber quantos visitantes  electrónicos já foram àquela exposição. O site não divulga os números – que  por certo contribuirão para a inesperada glória científica do  Ministério das Finanças.  O endereço é:

http://www.sgmf.pt/leiseparacao-expo/

A Lei da Separação Estado e Igreja na República  foi comissariada pelo Mestre Sérgio Ribeiro Pinto que, com Ana Gaspar, Mário Franco e Paulo Pereira, também fez a pesquisa.  A direcção e a produção são da Comissão Nacional para as Comemorações do
Centenário da República e da Secretaria-Geral do Ministério das Finanças e da
Administração Pública.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: