Skip to content

António Maria da Silva, o Democrático da Aliança com o Catolicismo e com os Inimigos do Catolicismo

Junho 1, 2011

António Maria da Silva, um dos triúnviros da carbonária do 5 de Outubro, foi a figura dominante do Partido Democrático após a Primeira Guerra Mundial e aplicou uma política de negociar com a Santa Sé e com o laicismo militante contra a Santa Sé. Era um homem de estatura média ou mesmo pequena. Vemo-lo, à esquerda na foto, acompanhado como chefe do Governo o presidente da República, António José de Almeida, numa visita ao Arsenal de Marinha, então situado na actual avenida Ribeira das Naus.

 

António Maria da Silva era um dos alvos favoritos dos caricaturistas. Abaixo, mostramos um desenho de um jornal radical, acusando-o de ser demasiado amigo da Igreja e, por isso, de ceder à «reacção».

A caricatura mostra António Maria da Silva, tratado de António Maria da Praça … do Comércio, vestido de bispo e aspergindo a serpente da reacção, que usa para prender o Zé Povinho. Silva era um maçon categorizado e defendia boas relações com a Igreja Católica mas também com os laicistas agressivos. O desenho foi publicado n’A Choldra, a 10 de Abril de 1926, e é representativo da atitude laicista da esquerda do Partido Democrático e, sobretudo, da Esquerda Democrática.

 

 

 

 

 

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: