Skip to content

António José de Almeida com o Povo Republicano de Lisboa e Afonso Costa com as Criancinhas de Belém

Abril 30, 2011

A 28 de Abril António José de Almeida foi alvo de uma manifestação na Praça do Comércio. A Ilustração Portuguesa, de 15 de Maio, descreveu-a como de «grande imponência» e esclareceu que era feita pelos centros escolares, sociedades democráticas e filarmónicas de vários bairros.  A homenagem era dirigida ao reformador da instrução pública, que devia apoiar a Lei da Separação; por certo devido àquela dimensão educativa, a revista afirmava que participavam na manifestação crianças das escolas; talvez por serem pequeninas, não as discernimos nas duas fotografias seguintes.

No dia 30 de abril de 1911, faz hoje precisamente cem anos, houve uma manifestação a favor da Lei da Separação, organizada em Belém pelos afonsistas – «democratas», escreve a Ilustração, no já citado número, antecipando a palavra por que serão designados os seguidores do ministro da Justiça. E nessa manifestação já vemos os inocentinhos:

As duas manifestações eram um revelador da força dos dois grandes caudilhos da 1ª República. Em Abril de 1911, António José de Almeida ganhava com grande vantagem o plebiscito da rua: enxameara de gente o local nobre da Lisboa política, ao passo que o ministro da Justiça tinha que reunir os seus bem menos numerosos partidários num bairro periférico. Para ter a noção da diferença entre os dois grupos de manifestantes, tenha em conta por favor que o ângulo da foto da manifestação afonsista é rasante, o que produz o conhecido milagre da multiplicação das presenças fotográficas, ao passo que as duas fotos da manifestação almeidista têm ângulos sempre mais abertos.

Seis meses mais tarde, no começo de 1911, por ocasião do congresso do Partido Republicano Português no coliseu da rua da Palma,   a «formiga branca» já não deixaria António José de Almeida mover-se livremente nas ruas de Lisboa. Afonso Costa invertera o plebiscito da rua manipulando a Lei da Separação, que apresentara como obra apenas sua e como chave da defesa do novo regime.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: