Skip to content

O Voto das Mulheres e a Separação do Estado e da Igreja

Abril 28, 2011

Um juiz português reconheceu o direito de voto à Drª Carolina Ângelo e A Capital  de há precisamente um século embandeirou em arco e botou peça a duas colunas ao alto da primeira página.

Mas a maioria dos republicanos não partilhava este entusiasmo e as mulheres portuguesas tiveram que esperar umas boas décadas para terem o direito de votar.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: