Skip to content

As Maldades do Cidadão Prior

Abril 28, 2011

Faz hoje precisamente cem anos, Lisboa assistia a uma gigantesca manifestação a António José de Almeida – à qual voltaremos mais tarde.  A Carbonária ainda não tinha desmobilizado e a Lei da Separação ainda não tinha sido voltada contra o popular tribuno e ministro do Interior do Governo Provisório.

Nesse mesmo dia, A Capital amotinava os republicanos contra um cidadão prior.

O padre rico era atacado porque tinha secretariado a reunião dos párocos de Lisboa que criticara a Lei da Separação. A veemência do combate fazia esquecer a conveniência de ocultar o ressentimento.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: