Skip to content

O Padre Sena Freitas Representa a Igreja no Baile com a Tropa e o Capital

Abril 17, 2011

A Capital  de há precisamente cem anos publicava com destaque a excelente caricatura acima. Da esquerda para a direita, vemos, num baile bufo e repugnante,  o capitão Henrique Paiva Couceiro, o Padre Sena Freitas e o general Espregueira, que o Governo Provisório estava a demitir e no desenho aparecem como moças coristas de revista. Como a Igreja continuava ligada ao Estado, o Governo tinha o direito de demitir clérigos. O artigo de fundo do jornal explicava que aquelas demissões tinham golpeado três instituições apoiantes da monarquia: o Exército, a Igreja e a Finança (Espregueira era oficial do Exército mas a opinião pública conhecia-o sobretudo como financeiro).

A «grã-duqueza» é por certo A Grã-Duqueza de Gérolstein, ópera burlesca com música de Offenbach e letra traduzida em português, então muito popular entre nós. Há uma opereta intitulada O Casamento da Grã-Duqueza, de João Proa, mas parece que a sua música desapareceu quase por completo.


Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: