Skip to content

Um Mundo com Caçadores de Leões e Indianas de Seios Nus

Abril 4, 2011

O mundo republicano de 1911 era racional e positivo até ao Promontório de Sagres mas, daí para baixo, continuava cheio de mistérios e estranhas seduções.  A savana africana regorgitava de leões que, como Tartarin, o herói das Cartas do Meu Moinho, de Alphonse Daudet, todos os portugueses queriam caçar, segundo a Ilustração Portuguesa, de 10 de abril de 1911.

As populações do mundo onde havia tantos leões eram simples e estavam próximas do estado de natureza. Por isso, as mulheres podiam andar nuas da cintura para cima. A foto seguinte veio no mesmo número da Ilustração. A legenda informava que era uma família malabar.  O texto cripto-científico desumanizava os fotografados. Eram fotos destas que accionavam o imaginário dos portugueses do começo do século passado.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: