Skip to content

O Professorado Primário, Incluindo Mulheres Republicanas, Apoia António José de Almeida

Abril 4, 2011

O acontecimento do dia 4 de Abril de 1911 foi a homenagem do professorado primário a António José de Almeida, ministro do Interior do Governo Provisório, que acabara de fazer aprovar a respectiva reforma. Antes de irem ao gabinete ministerial, fizeram-se fotografar junto à estátua do Terreiro do Paço (foto de Benoliel, Ilustração Portuguesa de 17 de Abril de 1911).

António José fez-lhes um discurso à carbonário: «a reforma da instrução, ora publicada, encerra tanto de áspero e duro para tudo o que for reaccionário, que os seus efeitos devem ser certamente mais violentos que os dos estilhaços de granadas do 5 de outubro». Os professores primários iam defender a república e aplicar a separação na aldeia, se necessário em luta com o pároco. António José não pronunciou a palavra padre mas os seus ouvintes sabiam bem o que então significava «reaccionário».

É de salientar que boa parte dos novos professores primários eram mulheres – jovens quase todas. Seriam a defesa feminina da República.

A vigilância republicana sobre os sacerdotes estava presente na página 2 d’ A Capital. Desta vez, era o pároco de Fânzeres, Gondomar. Mas o destinatário da queixa era o governador do bispado e não o governador civil.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: