Skip to content

Augusto Gil Teoriza a Relação do Homem Português com a Saia-Calção

Abril 2, 2011

A saia-calça (ou saia-calção) continuava a apaixonar os portugueses de há cem anos.

Augusto Gil, o afonsista e afamado autor da poesia «A Balada da neve» («Batem leve, levemente…»), então com  38 anos, perorou sobre o assunto.

A peroração foi em conversa com um jornalista d’ A Capital.  O jornal deu destaque ao assunto, que faz hoje cem anos veio na primeira página ao alto e com boneco.

O poeta registava que os homens em geral se opunham, à moda nova – ao passo que ele defendia-a, com curiosos argumentos: satisfaria o pendor turco do homem português e não era legítimo transferir as exigências moralizadoras da moda do busto para a perna. Perguntaram-lhe se era contrário à oposição masculina e respondeu assim:

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: