Skip to content

A Separação Há Cem Anos: Homenagem a Miguel Bombarda e a Cândido dos Reis, com Perfume Luís XV

Março 26, 2011

O dia 26 de Março de 1911 foi domingo. A semana correra bem para a República. O ministro da Nicarágua apresentara credenciais – e fora o primeiro a fazê-lo depois do 5 de Outubro; a cerimónia dava respeitabilidade às novas instituições. Como é revelado pela reportagem da Ilustração Portuguesa, no número à venda nesse dia 26, a República tinha resolvido recorrer à encenação do Antigo Regime – com a participação activa do simples e modesto Teófilo, que também vemos na foto ao alto à direita, de cabeleira branca, e que, na sua qualidade de Presidente da República interino,  fora a Belém receber as credenciais – fora,  pois, por modéstia republicana,  não vivia no palácio nacional. De chapéu alto na mão, a protegê-lo do sol, reconhecemos Bernardino Machado, ministro dos Negócios Estrangeiros do Governo Provisório.

La Croix, o diário católico francês, anunciava nesse dia 26  que um movimento anti-republicano se propagava rapidamente em Portugal.

Mas os republicanos sabiam que a má notícia era falsa e fantasiosa. E tinham notícias boas e verdadeiras de França, país que consideravam seu aliado do coração – sendo a Inglaterra sobretudo uma aliada de interesse.

Com efeito, o artigo de fundo d’ A Capital anunciava que a Maçonaria francesa, a Liga dos Direitos do Homem, o partido socialista e outros elementos avançados iam pedir ao Parlamento espanhol a revisão do processo do anarquista Ferrer, recentemente condenado à morte. Era uma causa que apaixonava os portugueses.

O  clima político português continuava em alta voltagem. A 26 à tarde teria lugar um comício de homenagem ao Dr. Miguel Bombarda, o alienista e grande arauto da causa «liberal» – isto é: da aliança de monárquicos e republicanos contra o poder estatal da Igreja Católica – e do almirante Cândido dos Reis, o chefe militar da insurreição republicana. Vemo-los a abaixo numa reprodução parcial de um postal da época, que aproveita para propagandear a nova bandeira. Ambos tinham morrido à volta do 5 de Outubro: Bombarda assassinado a 3, Reis suicidado ou assassinado, como então muitos supunham, atribuindo essa assassinato a uma conjura católico-monárquica em curso, que teria tido conhecimento da preparação do movimento republicano. A dimensão do assassinato dava-lhes uma aura de mártires da revolução republicana – mas nem todos os republicanos aceitavam semelhante aura, que os obrigaria a perfilharem uma teoria do 5 de Outubro que muitos recusavam. Anotemos que o retrato de Bombarda de baixo da bandeira verde-rubra parecia uma incongruência: Bombarda era laicista mas não era republicano. Só o combate à Igreja e aquela aura de martírio justificavam essa colocação.

Mais de cinco mil pessoas encheram o coliseu da rua da Palma (hoje inexistente), respondendo a uma convocatória da Associação do Registo Civil, a  principal associação anticlerical, e de outras associações menos conhecidas. Magalhães Lima falou também em nome da Maçonaria Portuguesa e afirmou que os nomes de Bombarda e Reis «simbolizavam a bandeira de uma pátria redimida, a bandeira da revolução, que apesar de tudo será encarnada e verde». Estava a começar a discussão da bandeira – e os republicanos moderados preferiam o azul e branco ao verde e encarnado (notemos que Lima não dizia: «vermelho»).  O comandante Carlos da Maia representava a Marinha revolucionária. Chovia, mas cá fora dezenas de pessoas mantiveram-se em homenagem.

O mais provável é que numerosas senhoras republicanas, presentes na homenagem a Bombarda e a Reis, se tivessem perfumado com uma loção cujo nome se inspirava nos princípios bem anteriores à Revolução Francesa – e que vinha anunciada no último número da Ilustração Portuguesa.

Reparou que a loção parecia só estar à venda em Paris e Londres? Que chic!

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: