Skip to content

A Separação Há Cem Anos: A Omnipresença Separatista da Separação

Março 17, 2011

Há precisamente um século, A Capital confessava-se mais preocupada com o novo conflito entre o Estado e a Companhia dos Tabacos, que lhe recordava a política monárquica, do que com a questão religiosa, que apenas mencionava na página 2.

Uma das concretizações dessa questão era o seguinte anúncio, no meio do texto:

Era a célebre conferência do Padre Santos Farinha, a que assistira Afonso Costa – e que parecia a oportunidade um acordo entre o Estado e a Igreja. Porém, o conflito da Pastoral Colectivo parecia ter tornado obsoleta a proposta de Santos Farinha. Mas à época, talvez houvesse muitos que acreditassem na viabilidade daquela proposta compromissória.

A Capital estava agora  em guarda contra a aparente acalmia que na véspera anunciara – e prevenia que continuava a haver padres «recalcitrantres», isto é, que não se tinham rendido à política do Governo Provisório – ao contrário das aparências, pois tinha-lhe obedecido no caso da Pastoral. A notícia vinha da Invicta. Era mesmo a mais importante em proveniência da capital do norte.



A pequena local confessava que o episódio da Pastoral deixara marcas duradouras.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: